Buscar
  • Rodrigo César

Vacina. A melhor munição na guerra contra a Covid-19

Até que se prove cientificamente o contrário, nenhuma outra arma se compara à vacina na guerra contra a Covid-19. A imunização é o recurso que temos para conseguir deixar nosso organismo preparado, caso ocorra contato com o vírus. Não há por ora outro caminho.

As vacinas são o meio, o único recurso da ciência para conter epidemias de qualquer natureza, entre elas, a Covid. A humanidade só chegou até aqui porque descobriu como fazer medicamentos e vacinas.



Conforme alerta o doutor Carlos Marcelo de Barros, do Centro de Oncologia de Alfenas, o objetivo da vacina é evitar que a pessoa venha a contrair uma doença, mas, se contrair, que seja mais branda, sem agredir tanto o organismo do paciente.


Prevenir para não ter de remediar depois, com muito mais desgastes e sofrimento para todos. Se eu cooperar e me vacinar, contribuo para barrar doenças terríveis e uma pandemia como a Covid-19. Vamos, portanto, ajudar fechar o cerco contra esta doença? Assim, se cada um fizer a sua parte, juntos viraremos esta difícil página da história.


Separamos aqui as principais dúvidas sobre a vacina que chegaram para nós, enviadas pelos pacientes de câncer e seus familiares. Nossos médicos responderam a cada uma delas. O intuito é sanar e esclarecer qualquer dúvida que possa ainda existir a respeito da necessidade da vacina.


1. Devo me vacinar?

Sim, na maioria dos casos a recomendação é de tomar a vacina.


2. Posso tomar a vacina antes da quimioterapia? E durante?

Não há contraindicações para a vacina da Covid-19 antes ou durante o tratamento de quimioterapia. Caso esteja concluindo o protocolo e for aceitável em sua região, é indicado que pacientes aguardem três semanas após a última quimioterapia.


3. Se estiver usando tamoxifeno ou HORMONIOTERAPIA, posso tomar a vacina?

Sim, pode. Não há contraindicações para a vacina durante o uso do tamoxifeno ou outros inibidores de hormônios – medicamentos que inibem o crescimento do tumor em caso de câncer de mama ou próstata.


4. A radioterapia me impede de tomar a vacina?

O tratamento com radioterapia não impede a realização da vacina contra a Covid-19.


5. Há diferenças nas vacinas, com relação aos pacientes com câncer?

Não há contraindicação para as vacinas disponíveis hoje, as quais são feitas com o uso do vírus inativado, fragmentos do vírus, RNA mensageiro e/ou veículo adenovírus.


6. Se tomar a vacina, devo continuar usando a máscara facial?

Com certeza, a máscara continua sendo necessária mesmo depois da vacinação para pacientes com ou sem câncer, assim como o distanciamento social.


7. Devo esperar a segunda dose da vacina para fazer a quimioterapia?

Não, os tratamentos de quimioterapia permanecem ocorrendo após a primeira dose da vacina contra a Covid-19.


8. Pacientes com câncer são considerados parte do grupo prioritário para a vacinação?

O Plano Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde não contempla pacientes oncológicos como prioritários.


9. A vacina pode aumentar as complicações da imunoterapia contra o câncer?

Hoje, não há evidências de que a imunoterapia contra o câncer aumente as complicações de qualquer administração anterior de vacina viral. Assim como em outras infecções virais, as vacinas de vírus vivo ou atenuado são contraindicadas para pacientes oncológicos. Vacinas recombinantes inativadas, subunidades proteicas e de ácido nucleico, como DNA ou RNA, podem ser administradas com segurança.


(Todas as questões acima referem-se à vacina contra a Covid-19)

58 visualizações0 comentário